Histórico


Cyberbullying e cyberstalking seriam temas que a escola deve tratar?
Sim, com certeza
Nao, porque nao diz respeito a ela, escola
Nao pensei nisso ainda
  
Faça sua pesquisa grátis no pollcode.com

Voce acha que o Ensino Medio deve ser oferecido na modalidade a distancia?
Sim, com absoluta certeza
Sim, apenas para pessoas acima da faixa etaria do Ensino Medio
Nao, de jeito algum
Ainda nao pensei nisto.
  
Faça sua pesquisa grátis no pollcode.com

Documents

Crie o seu agora!



Outros sites
 Escola, computador e Cia.
 Olhai pros blogs
 Site do Projeto UCA
 Projeto UCA Minas
 Projeto UCA: Brasília
 Projeto UCA: Palmas
 Projeto UCA: Porto Alegre
 Laptops na educação
 Portal do Professor - MEC
 Aprendente
 Comunidade Brasil
 Lousa digital
 MaMaMedia
 OLDaily
 Palavra Aberta
 Pedagogia e Tecnologias
 Webquest
 revista Nova Escola
 Netizen
 BLógico
 Internet e Web na Educação
 Caderno Link do Estadão
 Boteco Escola - Blogs na Educação
 UOL Educação




 
 
Tecnologias digitais e Educação


Tecnologia e educação

Arrumei um tempinho nesse final de ano para descobrir vídeos e outros recursos provocadores para usar uma disciplina sobre Informática na Educação que darei, a convite do coordenador, no curso de Pedagogia - com aprofundamento em ensino religioso - da PUC Minas, no 1o semestre de 2008.
Achei um vídeo interessante exatamente por ser feito por estudantes de Pedagogia, no caso do curso de Pedagogia da UERJ, como tarefa de escola.
Bruna Claro, uma de suas autoras juntamente com Clarissa Lopes, Jaqueline Araújo e Safyra Ferraz, afirma que esse vídeo foi o trabalho mais estressante que já fez.
Certamente a necessidade de dominar técnicas de produção de filme e o fato de certamente ter gasto muito tempo colecionando imagens, incluindo cenas de filmes, e áudios utilizados na produção contribuíram para esse estresse.
Mas tendo a achar que a idéia de apresentar o trabalho numa forma que é nada usual nas escolas, especialmentes na que formam professores, pode ter sido o fator crucial para o desabafo das alunas.



Escrito por Simão Pedro Marinho às 18h13
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Tecnologia ajuda estudantes cegos

Pesquisadores da Vanderbilt University, em Nashville, TN, USA, desenvolveram uma caneta inteligente e um papel para uso por estudantes com deficiência visual. A caneta funciona pelo toque e grava o áudio das aulas.
A chamada "smart pen" é antes de tudo uma caneta, usando tinta para escrever.
Mas além disso, é na verdade é um computador. Tem um microprocessador, memória. E ainda vem com microfone, auto-falante e uma pequena tela.
A tecnologia, desenvolvida pela Livescribe, é portátil, fácil de usar e deverá ter baixo custo [estima-se que custará por volta de US$ 200, quando for lançada comercialmente no 1o semestre de 2008].
O que se espera é que essa caneta auxilie principalmente em aulas nas quais são utilizados diagramas, gráficos e outras figuras.
Três pequenos vídeos estão disponíveis. É clicar aqui, escolher e ver.
E uma matéria completa, do IDG Now, também está on-line.

Escrito por Simão Pedro Marinho às 16h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Software para estatística epidemiológica

Epi Info™ é um software com o qual epidemiologistas e outros profissionais de saúde podem rapidamente criar um questionário ou formulário, personalizar o processo de entrada de dados, agregar e analisar dados. 
Estatísticas epidemiológicas, tabelas, gráficos e mapas são produzidos com comandos simples como READ, FREQ, LIST, TABLES, GRAPH e MAP.
Com o Epi Map, que já vem integrado, é possível exibir mapas geográficos com dados do Epi Info™.

O Epi Info™, distribuído pelo Center for Disease Control and Prevention, exige que o computador tenha a seguinte configuração:

  • Windows 98, NT 4.0, 2000, ou XP [um detalhe: instalei o Epi Info™ no meu notebook que roda Windows Vista e ele funcionou sem problema algum]
  • 32 MB RAM. Para o Windows NT 4.0 e 2000 exigem-se 64 MB RAM; para o Windows XP, são 128 MB RAM.
  • processador de 200 megahertz; de 300 para o Windows XP.
  • Pelo menos 260 MB de espaço livre no HD para fazer a instalação [depois de instalado, o software ocupa 130 MB no HD].

O software é gratuito e alguns tutoriais estão disponíveis.
Para baixar a última versão [3.4.3, de novembro de 2007] basta clicar aqui.
Existe ainda a alternativa de fazer a instalação pela web. Para isso, clique aqui.



Escrito por Simão Pedro Marinho às 11h06
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Ano Novo

 

Sei, por experiência própria, que o bom e o ruim fazem parte da vida de cada um; são as duas faces de uma mesma moeda.
Sei que apesar de tudo o ruim virá sempre, por nossas ações, ainda que involuntárias, por nossas omissões ou pelas ações de outros.
Acabo de saber que 2007 se fecha com mais maldade, no assassinto da Benazir Bhutto, ex-premiê do Paquistão.
Mas o ruim não pode fazer parte das intenções.
Que façamos, sim, CTRL+C nas coisas boas de 2007 e depois CTRL+V para inserí-las no nosso 2008. Se não beneficiarmos mais ninguém, o que é o desejável, beneficiaremos ao menois a nós mesmos.
Mas que tratemos de deletar [detesto esta palavra, mas no contexto do post vai ela mesma] tudo aquilo de ruim do pendrive de 2007.

Feliz Ano Novo.
Parodiando o nosso presidente, espero que cada leitor desse meu blog viva em 2008 um ano como ninguém jamais teve antes na história desse país.

O cartoon, de Angeli, foi publicado hoje na Folha de São Paulo.



Escrito por Simão Pedro Marinho às 14h06
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Criando personagens virtuais

Gizmoz é um serviço que permite ao usuário, de maneira facil e rápida, criar, personalizar e animar personagens 3D falantes que podem ser compartilhados e usados em sua vida digital.  
A proposta do site é permitir que indivíduos coloquem uma face e uma voz únicas em suas comunicações dgitais. Basta carregar uma imagem de rosto e fazer opções sobre roupa, cabelo, acessórios e outros badulaques para compor o personagem.
Cada avatar ou animação tem um preço em pontos. O usuário, quando se cadastra, ganha 500 pontos para usar à vontade. Depois disso é preciso pagar para usar o site.
Como ainda não estourei meus pontos gratuitos - o fato de ser de graça não é motivo para usar perdulariamente - sequer imagino quanta custa criar os avatares.
Esse videoclip, estrelado pelo meu avatar natalino, foi criado no Gizmoz.

 
Crie o seu personagem no Gizmoz.com


Escrito por Simão Pedro Marinho às 15h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Fotolivro

Não sei o que pensam outras pessoas, mas para mim foto digital é aquela coisa que a gente tira aos montões e depois não mostra e nem vê.
Às vezes crio álbuns on-line, usando o Flickr!, o SnapFish ou o Bubbleshare.
Mas minha mulher reclama: ela quer ver fotos impressas, como as antigas que colocávamos em álbuns fotográficos.
Aliás como gastei dinheiro nessa vida, comprando álbuns e pagando por cópias impressas das fotografias que fazia com as minhas velhas câmeras Pentax, especialmente uma ME Super, com motor-drive e lente de 500 mm com duplicador de distância focal [ficava coim uma tele de 1000 mm]. E isso sem contar o gasto com os rolos de filmes 35 mm e as fotos perdidas [que só sabíamos perdidas quando relevadas e pagas].
Posso sair imprimindo [tenho a HP PhotoSmart 145, própria para imprimir fotos 10 x 15 mm] as fotos que minha mulher quer e montá-las nos álbuns tradcionais ou usar uma opção mais nova e interessante, o fotolivro.
Agora descobri um software, gratuito, que permite facilmente diagramar um fotolivro. É o D-Book, que já está na sua versão 4.0.
Mas um detalhe: o D-Book não é software para gerenciamento e/ou tratamento de imagens digitais. Ele é uma ferramenta voltada para a criação de livros diagramados que tenham imagens fotográficas como principal elemento de sua composição.
Rosando em plataforma Windows e funcionando off-line, oferece vários recursos para que as pessoas possam desenvolver sua criatividade e transformá-la em livros fotográficos. Basta selecionar o formato de livro que se pretende diagramar, escolher as imagens, monta as páginas e, ao final do processo, gerar um arquivo em formato PDF ou em formato MBF, próprio para impresssão, que será enviado por e-mail ou entregue pessoalmente, num CD ou num pendrive, para um loja de impressão.
O D-Book vem em duas versões: base e completa.
A Completa, num arquivo pesado (são 94MB), já contém diversas molduras, fundos e templates de diferentes motivos para decorar o fotolivro.
A versão Base tem todas as funcionalidades necessárias para diagramar um fotolivro, mas vem com poucas molduras, templates etc. Por isso acaba sendo um arquivo mais fácil de baixar, já que tem apenas 11 MB.
Contudo, depois de instalada, ainda é possível completar a versão Base  com molduras, fundos, templates e enfeites, que ficam disponíveis para download no painel Atualizador.
Para rodar o D-Book, o computador precisa ter como configuração mínima o seguinte:

  • Sistema operacional Windows 98SE ou superior (mas o recomendado é o Windows XP)
  • Pentium III ou equivalente (embora o recomendado seja um Pentium IV ou equivalente)
  • 256 Mb de memória RAM (mas o melhor mesmo é ter logo 512 Mb)
  • Monitor com resolução de 1024 x 768 (isso hoje em dia todo mundo tem)

Para baixar a versão Base, clique aqui. Se preferir a versão completa, clique aqui.



Escrito por Simão Pedro Marinho às 14h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Jesus Alegria dos Homens

A música "Jesus Alegria dos Homens" [Jesu Joy of Man's Desiring, em inglês, ou Jesu, meiner Seelen Wonne, no original em alemão] vale a pena ser escutada não só hoje, o dia do Menino Deus, mas em qualquer dia do ano.
E que essa música, de Jo­hann Schop (1590-1664), ar­ranjada por Jo­hann S. Bach para o coro que fecha sua Cantata 147, com letra de Mar­tin Janus, provavelmente traduzida para o inglês por Ro­bert S. Bridg­es, inspire a cada um de nós para sermos alegria do próximo.
A interpretação no vídeo é de Celtic Woman, um show organizado, em 2004, em Dublin, pelo pessoal da Celtic Collections., que reuniu quatro jovens vocalistas [uma tambem é harpista] e uma violinista irlandesas.
Em outubro de 2006 elas lançaram seu segundo álbum, "Celtic Woman - A christmas celebration", que vale a pena estar nas coleções de CD/DVD.



Escrito por Simão Pedro Marinho às 17h07
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Desejos

Decidi que hoje não é dia de falar de tecnologia, computador e outros assuntos que fazem o dia-a-dia desse blog.
Quando se aproxima um novo ano, resolvi usar esse espaço para tornar público um dos meu desejos.
No primeiro dia do Menino Jesus, logo após a Santa Noite, encontrei o link para um vídeo, disponível no YouTube, no qual a trilha sonora fica por conta de Sinéad O'Connor, cantando "Silent Night", a nossa "Noite Feliz".
Essa música, especialmente pelo seu título na língua de Camões, é o mote para que eu deseje a todos que visitam esse meu blog muitas noites felizes em 2008, completando dias maravilhosos.



Escrito por Simão Pedro às 16h30
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Imagem do dia

De Guido di Pietro da Mugello (1387-1455), o Fra Angelico, que acabou virando nome de licor.
Então, brindemos a chageda do Menino Rei.



Escrito por Simão Pedro Marinho às 15h56
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Laptops de US$ 100 ou menos

No recente pregão eletrônico que o FNDE realizou para comprar 150 mil laptops para o projeto UCA, a menor cotação chegou perto de US$360. E logo alguns jornais, como é o caso da Folha de S. Paulo, questionaram que o laptop de US$ 100 custaria US$ 360.
Na verdade, o anunciado laptop de US$ 100, que é o XO da OLPC, foi oferecido ao governo brasileiro, nesse pregão, por algo em torno de US$385. O que ficou mais barato, por volta de US$ 360, foi o Classmate oferecido pela Positivo.
Resolvi sair atrás do laptop de US$ 100. Demorou, mas encontrei. Mas não foi o XO. É o laptop Flex da XuxaWireless, custa R$189.
Para quem quer gastar um pouquinho mais, algo em torno de US$109, na linha da Xuxa existe o X3 - tem gente que chama o laptop da OLPC de X Zero.
Entretanto a coleção da Xuxa não pára aí. Existem outros modelos que não fogem muito aos US$100, como O Trilingüe, para os baixinhos  aprenderem em 3 línguas.
Para ver um vídeo sobre os laptops da Xuxa, clique aqui.
Bem mais caro, quase US$160, é o laptop do Spiderman. Resta saber se vem com teia de aranha.



Escrito por Simão Pedro Marinho às 12h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Feedback Form