Histórico


Cyberbullying e cyberstalking seriam temas que a escola deve tratar?
Sim, com certeza
Nao, porque nao diz respeito a ela, escola
Nao pensei nisso ainda
  
Faça sua pesquisa grátis no pollcode.com

Voce acha que o Ensino Medio deve ser oferecido na modalidade a distancia?
Sim, com absoluta certeza
Sim, apenas para pessoas acima da faixa etaria do Ensino Medio
Nao, de jeito algum
Ainda nao pensei nisto.
  
Faça sua pesquisa grátis no pollcode.com

Documents

Crie o seu agora!



Outros sites
 Escola, computador e Cia.
 Olhai pros blogs
 Site do Projeto UCA
 Projeto UCA Minas
 Projeto UCA: Brasília
 Projeto UCA: Palmas
 Projeto UCA: Porto Alegre
 Laptops na educação
 Portal do Professor - MEC
 Aprendente
 Comunidade Brasil
 Lousa digital
 MaMaMedia
 OLDaily
 Palavra Aberta
 Pedagogia e Tecnologias
 Webquest
 revista Nova Escola
 Netizen
 BLógico
 Internet e Web na Educação
 Caderno Link do Estadão
 Boteco Escola - Blogs na Educação
 UOL Educação




 
 
Tecnologias digitais e Educação


Modelos gratuitos para PowerPoint para uso em aulas sobre corpo humano

No post anterior comentei sobre modelos gratuitos de PowerPoint que trazem uma carac nova para as apresentações.

Agora a dica é para os professores de Ciências e Biologia que utilizam o PowerPoint em suas aulas e queiram sair da mesmice dos modelos que vêm junto com o software.
Alguns modelos podem ser baixados, gratuitamente, do site Medicine PPT. É clicar aqui para ter acesso à lista dos modelos disponíveis.

O Indezine, do qual falei no post anterior, também oferece, gratuitamente, modelos para PowerPoint nos quais os órgãos humanos são o elemento decorativo. É clicar aqui e conferir as opções.



Escrito por Simão Pedro Marinho às 09h14
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Modelos gratuitos para o PowerPoint

Eu sou um dos que - devem ser muitos - cansados com aqueles modelos padronizados do PowerPoint. Confesso que já não aguento ver aulas, seminários e outras apresentações com aqueles modelos. Dá vontade de ir embora da sala de aula ou do auditório quando alguém usa aqueles modelos "batidos".
Claro que um caminho para sair da mesmice é o da criação de novos modelos, coisa que não é muito difícil mas que acaba dando algum trabalho.
Para quem não tem muito tempo sobrando, o que é o caso dos professores, uma dica são modelos gratuitos.
Alguns sites, como o Indezine, permitem que usuários cadastrados baixem modelos. 
O cadastamento é uma exigência para o acesso. Mas o cadastro é útil ao usuáro porque o Indezine envia frequentemente mensagens informando os novos modelos disponíveis.
Para ver modelos gratuitos do Indezine, é só clicar aqui.

Como 22 de abril é o Dia da Terra, o Indezine disponibilizou alguns modelos gratuitos. Basta clicar aqui para ver a lista.



Escrito por Simão Pedro Marinho às 09h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Mídia social: Quem está usando quais sites

 

Certamente há um crescimento que podemos considerar explosivo do número de usuários dos chamados sites de mídia social. Mas quais seriam os perfis dos usuários dos sites mais utiulizados?

Ethan Bloch preparou um mapa demográfico dos sites populares de mídia social, considerando gênero, faixa etárias, renda e nível educacional, que foi publicado no Flowtown.

Basta clicar na imagem para ver o mapa em tamanho maior.



Escrito por Simão Pedro Marinho às 22h57
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



UCA em Tiradentes: notícias recentes

 

A cidade de Tiradentes, em Minas Gerais, será a primeira a receber os laptops educacionais do projeto “Um computador por Aluno (UCA)”, desenvolvido pelo Ministério da Educação (MEC). A distribuição dos equipamentos, que inicia-se nesta quinta-feira (15/4), levará a seis escolas municipais e uma estadual da região um total de 1172 máquinas. Saiba mais ...



Escrito por Simão Pedro Marinho às 18h50
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Notícias do Projeto UCA

Desde quinta-feira (15), alunos de 85 escolas da rede pública, em 10 estados, recebem laptops educacionais do programa Um Computador por Aluno (UCA). Na primeira etapa serão distribuídas 33.765 máquinas. Mas até o fim deste ano, a previsão é que o Ministério da Educação entregue 150 mil computadores portáteis para 300 estabelecimentos de ensino. Saiba mais ....



Escrito por Simão Pedro Marinho às 18h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Fim do Ning gratuito. Fim do Ning?

Embora eu ache que as escolas não embarcarão facilmente nessa de rede social, por várias razões que estarei apresentando np dia 23/4 no ENDIPE, tenho estimulado os professores a testarem esse recurso. Há o caso de orientandos meus que usam o Ning como um recurso na pesquisa que conduz às dissertações.
O Ning, como é típico das interfaces da Web 2.0, é de uso gratuito. Era ou deixará de ser em breve. É isso o que informa o site iMasters.
Segundo uma notícia publicada no dia 16 de abril último - notícia que aliás "tuitei" no mesmo dia -  Jason Rosenthal - que há pouco mais de um mês substituiu Gina Bianchini no comando do Ning - demitiu pessoal da equipe e anunciou o fim das contas gratuitas para criação de comunidades virtuais.
 Aos que quiserem se manter no Ning restará recorrer a contas Premium.
Essas contas importam em várias despesas mensais. Suporte custa entre US$ 10 e US$ 100, o custo de domínio outros US$ 5, armazenamento extra e largura de banda significam US$ 10 dólares e a remoção de anúncios outros US$ 25 dólares. Em síntese, ou se tira do bolso, a cada mês, uma quantia que não será inferior a US$ 50 - equivalente hoje no Brasil a algo em torno de  R$ 95 - ou "goodbye Ning".
A  justificativa do Ning para a cobrança de todos o usuários me surpreende. O argumento é que, reduzindo despesas e gerando receitas, a empresa poderá não depender apenas de investidores.
Para Milton Friedman não há almoço de graça. Mas se não me engano foram Dan Tapscott e Anthony Williams que, no livro "Wikinomics - Como A Colaboraçao Em Massa Pode Mudar O Seu Negócio", editado pela Nova Fronteira, alegaram que  pode  haver almoço de graça se alguém pagar caro pela sobremesa.
As contas Premium, que surgiram em vários sites da Web 2.0, são exatamente a "sobremesa cara" que alguns usuários pagam - e por isso têm lá suas vantagens - e que garante o "almoço de graça" para os demais usuários.
Confirmada a disposição do Ning de cortar todas as contas gratuitas e cobrar dos usuários, nem sentido algum haverá mesmo para a conta Premium. Todos serão Premium ou estarão fora. Ou seja, paga-se "almoço e sobremesa" juntos ou não se pode criar ou manter comunidades virtuais no Ning.
Resta aguardar, principalmente para saber se não será o Ning que estará, em breve, fora do cenário da Web 2.0 porque serão poucos os dispostos a pagar pelo seu uso.
Até lá, a recomendação é que o pessoal busque alternativas gratuitas para a criação de redes sociais. O WackWall é uma delas. Ao menos por enquanto.


Atualização em 21.04.2010
Paulo Simões, em seu blog "Re-formar" dá como certo o fim do tempo do "almoço grátis". Em suas palavras, "é preciso ter consciência disso e assumir a ruptura com o passado recente". Será? Temo que esse fim signifique o fim da web participativa, da web do "user-created content", da web pensada por Tim Berners-Lee. Voltaremos então à web paga, domínio de poucos, coisa prá quem tem dinheiro. As escolas dificilmente pagarão essa conta. Terá então durado pouco o sonho de trazer para a escola a Web 2.0, permitindo que nossos alunos se tornassem cidadãos em uma Sociedade da Autoria.



Escrito por Simão Pedro Marinho às 14h27
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Professor Digital

Uma pergunta no SlideShare: vocé é um professor digital? Será que isso existe mesmo? De qualquer forma, faça seu teste.



Escrito por Simão Pedro Marinho às 14h11
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Feedback Form